terça-feira, 21 de dezembro de 2010

PERFORMANCE, POLÊMICA E CONVIDADOS MUITO ESPECIAIS NO ENCERRAMENTO DO CICLO DE DEBATES “COMO NASCE UMA OBRA-PRIMA”


Claudio Nigro durante performance no início da última noite do evento (Foto: Lika Keunecke)
A arte deve ter um preço? Opiniões conflitantes deram o tom das últimas duas noites do ciclo de debates Como Nasce uma Obra-Prima, nos últimos dias 7 e 8 de dezembro.

Performance durante última noite do evento (Foto: Lika Keunecke)

Gal Oppido (Foto: Lika Keunecke)
 Arte, Copyright e Mercado estiveram na pauta da semana e o curador do evento, Claudio Nigro, conversou com os convidados sobre as transformações do mercado artístico do renascimento ao Consumismo sobre a ditadura do pós-modernismo e sobre as dificuldades que os artistas contemporâneos temem enfrentar o gosto dominante de um mercado impositivo. 
Pedro Paulo de Sena Madureira (Foto: Lika Keunecke)
Na segunda noite, o público foi recebido por uma performance ao, vivo registrada pelo fotógrafo Gal Oppido com dois modelos vivos nus  ladeando Nigro, em uma crítica explícita às regras duras do mercado da arte.
Davi de Lacerda (Foto: Lika Keunecke)
 Estiveram presentes o editor Pedro Paulo de Sena Madureira, a diretora do Museu Brasileiro da Escultura Renata Junqueira Azevedo, o fotógrafo Davi de Lacerda, o historiador da arte Ricardo Cardoso, o artista plástico Ivald Granato e a escritora e apresentadora Fernanda Young

Fernanda Young (Foto: Lika Keunecke)
 
Um final artístico e polêmico de um evento que promete render muitos frutos. Aguardem...


Ricardo Cardoso (Foto: Lika Keunecke)

Renata Junqueira Azevedo (Foto: Lika Keunecke)
Ivald Granato (Foto: Lika Keunecke)

2 comentários:

  1. Mais uma iniciativa de sucesso!!! Parabéns, querido!
    Bjs
    Andrea Toledo

    ResponderExcluir
  2. Adorei ter participado, quando haverá algo parecido?!

    ResponderExcluir